Nem sempre o amor é cega

Hoje no metrô me deparei com a cena do post passado. O atendente do metrô estava guiando uma mocinha cega bem na minha frente. Eles desceram as escadas e na plataforma ele passou o braço dela pra um outro atendente que a levou até o vagão.

O primeiro atendente não conversava com ela. Não avisou nenhuma vez que o degrau ía acabar e pra falar a verdade, estava com uma cara de tédio. E o pior, quando foi passá-la pro outro ficou gesticulando e sussurrando, como se a cega não escutasse.  

Custa as pessoas serem mais gentis e fofas como nos posts de ficção?

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s