O Sol, a razão e o suflê

O Sol se vai,

esvai-se o são.

O Sol se põe,

expõe-se um sopro

solto, suave e louco

de razão sem sol.

Sob a luz da lua

a sombra deixa de ser dura

a razão deixa de ser pura

vira tudo um sopro de razão suflê.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s